HOTPapo G

Papo G com Lucas Trivilato – Mister Bum Bum

0
O modelo, ator, dançarino Lucas Trivilato mais conhecido como Mister Bum Bum, fala exclusivamente ao Papo G sobre sua carreira, um papo bem gostoso e quente.
Por trás de um título hiper sexualizado, existe um cara romântico do interior.
Moderado, vivido e amante da arte.
O mister Bum bum, foi incentivado por amigos, e também um pouco pelo ego, que desde de pequeno, eu já chamava atenção pelo tamanho da bunda, provavelmente por eu já ter sido jogador de futebol.
O título é moderno, valoriza a beleza masculina, está afrente do seu tempo, quebra obstáculos, tabus, quando falo disso dou exemplo o machismo, a aceitação do corpo, da sensualidade masculina, representada tanto no meio LGBTQ+ e no mundo.
Em um mundo Sexista, levo minha simpatia, educação, para mostrar e demonstrar que a beleza não é tudo, e que não devemos endeusar e agir com egocentrismo. Um título representa dar exemplos e no meio de hoje, onde um homossexual é definido pelo seu jeito, ou essência de forma crítica, preciso e devo representar o respeito e igualdade, independente de qualquer entretenimento.
O concurso: A regra era clara, ter um Bum bum avantajado, mas isso por incrível que pareça era só uma etapa, o carisma, a criatividade contaram como pontuação para a votação ser unânime para a vitória.
O concurso foi dia 11 de fevereiro de 2018, fez um ano de título, mas será eternamente lembrado pelo fato de eu ser o primeiro.
Eram 12 participantes, o concurso foi patrocinado e promovido por uma Sauna de porte internacional no coração de SP, e apresentação do Lucas Mesquita(gavião do SBT).
Eu como o mais ousado, fui o único desfilando com uma Jock, por baixo da sunga, assim tirando e fazendo um mistério.
Trabalhos: Além dos trabalhos de modelo, manequim, comerciais, também surgiram muitas presenças, shows na noite, como Gogo dancer, garoto bum bum, até por ser uma novidade para o público, festas fechadas, aniversários também apareciam muito.
O que mais me divulgou para ficar conhecido, foram as baladas, dançar na noite, me abriu portas para conhecer pessoas influentes e mostrar um pouco do artista fora do título, até eu começar a gravar clipe e estudar propostas para a televisão.
POLÊMICAS
O primeiro que aparece é o preconceito, sempre, e vem de todos os lados, desde pessoas que não conhecem seu trabalho, a pessoas que já são de dentro da noite. O preconceito em relação ao machismo, ao desconhecido, e as panelinhas do meio são muito presentes, quando não te tratam com falsidade para te queimar pelas costas, infelizmente as pessoas são assim independente do meio.
ESTERIÓTIPO: Muitas vezes, fui questionado em fazer a linha pegador machão, para atrair clientes para as casas noturnas, afim de satisfação de fetiches de espectadores, que muitas vezes oferecem e confundem as coisas por isso. Sempre faço a diferença, nunca quis seguir um padrão para agradar cliente punheteiro, e nem principalmente para ser tachado como garoto de programa, mesmo que isso seja praticamente vendido nos eventos.
Em algumas ocasiões, fui obrigado a brigar com contratantes em alguns lugares para não precisar baixar o nível das minhas apresentações, onde por administrativo do lugar o interesse era expor artista como michê, ou uma nudez vulgarizada. Perdi trabalhos por isso, por não ter que ficar mostrando meu pênis em público.
O meio é uma bolha, basicamente, composto por drag`s, e Gogos,  onde se destacam aqueles que mais tem fama, mas ter fama não significa ser bem visto, ou ter voz pública.
Os gogos entre eles é a disputa de ego, corpo e dote, ou quando, dependendo do lugar, a disputa é por clientes.(rixas sempre acontecem)
A Cobrança pelo corpo perfeito existe, é forte e padronizada, é difícil lidar com isso, o uso de anabolizantes é frequente, para ser igual o Hulk, mas graças a Deus não preciso disso.
Já perdi amigos pelo uso, tenho muito medo.
Para finalizar, me considero um artista, independente de título, sempre me destaquei pela minha essência, sinceridade, luz, e personalidade forte e isso sempre incomoda.
Objetivo: levar o título para representar o mundo e o meu eu, afim de representar a diversidade cultural.
segue o instagram dessa gostosura @lucatrivillato
                          Créditos fotos: @stvezportraits

Bruna Marquezine reativa conta no Instagram para se manifestar no Dia Internacional da Mulher

Previous article

Polícia Militar espanca youtuber Guigo Kieras até deixá-lo inconsciente

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *